Parto com amor: Belém recebe curso de formação de doulas pela primeira vez

  • Ciência comprova que ter uma doula diminui a necessidade de medicalização e intervenções durante o nascimento

 Doula é uma acompanhante de parto apta a dar conforto físico, emocional e afetivo a gestantes e parturientes em todos os estágios do trabalho de parto. O principal objetivo deste tipo de apoio é ajudar a mulher a ter a melhor experiência possível durante o nascimento do filho. Belém recebe pela primeira vez o curso de formação de doulas do GAMA – Grupo de Apoio a Maternidade Ativa, de São Paulo, voltado para qualquer pessoa que se interesse pela ideia de dar este suporte, sendo profissional ou não da área de saúde. O curso acontece de 26 a 29 de março, na academia Companhia Athlética, em Belém.

 A formação teórico-prática, estruturada quase totalmente em aulas expositivas e demonstrações, reforça a importância do parto natural, o problema das cesarianas desnecessárias e as questões relativas à excessiva medicalização do parto e do nascimento. Acredita-se e reforça-se durante o curso que o parto normal, com o menor número de intervenções possível é a melhor opção para quase todas as mulheres. Todas as informações passadas são baseadas nas recomendações da Organização Mundial da Saúde e na Medicina Baseada em Evidências, movimento médico internacional que defende a aplicação do método científico a toda a prática médica, especialmente àquelas tradicionalmente estabelecidas que ainda não foram submetidas ao exame científico minucioso e sistemático.

 “A formação de doulas no Brasil tem se concentrado no eixo Rio-SP e em outras cidades como Recife, Brasilia e Porto Alegre. Arcar com os custos do deslocamento, hospedagem e o valor do curso, dificultava a participação de interessadas da nossa região. Com o apoio dos patrocinadores, conseguimos vencer a distância e ainda oferecer a formação pelo mesmo valor praticado no sudeste”, comenta Thayssa Rocha, coordenadora local do evento.

Eficiência – A presença da doula é positiva para a mãe, para o sucesso do parto e, consequentemente, para a saúde do bebê. Essas afirmativas são comprovadas por diversos estudos, como o de Klaus e Kennel em “Mothering the mother”, publicado em 1993. A pesquisa demonstrou a redução de 50% nos índices de cesáreas, 25% na duração do trabalho de parto, 60% nos pedidos de analgesia peridural , 30% no uso de analgesia peridural , 40% no uso de ocitocina sintética e 40% no uso de fórceps.

 Danielle Moura atua como doula desde 2012, quando fez um curso de formação em um hospital de Belém. Mãe de duas meninas, ela também contou com este tipo de apoio durante os seus partos. “Ela quem me dava a mão, quando eu achava não ser capaz, sempre tinha uma palavra de apoio ou nem precisava dizer nada. Só um olhar ou a segurança da presença dela naquele momento me confortava”, conta. Daniele está inscrita no curso de formação do GAMA para “aperfeiçoar as técnicas de exercícios durante o trabalho de parto e de alívio da dor com técnicas não-farmacológicas, como escalda-pés, chás, etc. Além disso, aprender mais sobre a amamentação, uma ajuda importante que a doula pode dar no pós-parto”, exemplifica.

Ocupação reconhecida – Em 2013, o trabalho da doula entrou na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO), do Ministério do Trabalho. A CBO é o documento que reconhece, nomeia e codifica os títulos e descreve as características das ocupações do mercado de trabalho brasileiro. Segundo a Classificação, as “doulas, visam prestar suporte contínuo a gestante no ciclo gravídico puerperal, favorecendo a evolução do parto e bem-estar da gestante”.

 As inscrições para o curso de formação de doulas com Mariana de Mesquita (MG), Rebeca Charchar (MG) e Thayssa Rocha (PA) estão abertas. O público alvo são psicólogas, enfermeiras, auxiliares de enfermagem, enfermeiras obstetras, terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas, acadêmicas, voluntárias, e todos aqueles ligados direta ou indiretamente à assistência ao parto. Mas não precisa ser necessariamente profissional de saúde. Basta gostar da ideia de acompanhar partos. Não precisa ter completado a graduação e nem ter curso superior. Inscrições através do endereço eletrônico http://www.maternidadeativa.com.br/doulasbp.html

A realização do curso é do GAMA – Grupo de Apoio à Maternidade Ativa (SP). Patrocínio da Academia Companhia Athletica, Ishtar, Hileia, Humanizabelem e GUTUNES Fotografia.

Sobre a equipe docente

Mariana de Mesquita é Doula, Educadora Perinatal, Terapeuta Corporal e Estudante de Graduação em Obstetrícia na USP. Atua em grupos de preparação para o parto há 14 anos e como doula há 11. Atende e ministra cursos tanto voltados à gestantes e seus familiares quanto para profissionais no GAMA (www.maternidadeativa.com.br). Vive em São Paulo, capital, onde auxilia partos domiciliares e hospitalares como doula e estudante de parteria sob supervisão.

 Rebeca Charchar mora em Divinópolis – MG e atende como doula em sua cidade e cidades próximas há 9 anos em partos domiciliares e hospitalares. Ministra palestras sobre amamentação,maternidade ativa, exterogestação, boas práticas no cuidado a gestante, RN e puérpera durante internação intra hospitalar voltado para para profissionais de saúde.Possui experiência de atendimentos voluntário no SUS e de capacitação de novas doulas (curso institucional oferecido em 2011). Mantém o blog “De Peito Aberto” junto com Patrícia Merlin como parte do projeto do Vila Mamífera (http://vilamamifera.com/depeitoaberto/). Coordena desde 2009 o Ishtar-Divinópolis – Grupo de apoio à gestação e ao parto ativo, que oferece encontros mensais e gratuitos (http://ishtardivinopolis.blogspot.com.br/).

 Thayssa Rocha é doula desde 2007, mãe do Kael e co-fundadora do Ishtar – Grupo de apoio à gestação e ao parto ativo. Atualmente é uma das coordenadoras do Ishtar em Belém, que oferece encontros quinzenais e gratuitos (http://espacoishtarbelem.blogspot.com.br/).Possui experiência com partos hospitalares (particular e SUS) e domiciliares, bem como com capacitação de doulas voluntárias (curso institucional oferecido em 2012) e preparação de casais para o parto.Realizadora e Coordenadora do Workshop de Humanização do Parto – Humanizabelem (https://humanizabelem.wordpress.com)Doula

Serviço:

Curso de Formação de Doulas do GAMA – Grupo de Apoio à Maternidade Ativa

Data: 26 a 29 de março de 2014

Horários: de 8:30 às 18h

Local do curso: Academia Companhia Athletica. Rua Municipalidade, 489

Investimento: R$ 750,00

Inscrições:  http://maternidadeativa.com.br/doulasbp.html 

Anúncios

Publicado em março 9, 2014, em Divulgação e marcado como , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: